8 Dicas Imperdíveis Para Ganhar Muito Dinheiro Com Venda de Garagem!!

Este artigo é baseado em uma incrível experiência da qual participei recentemente. Uma excelente oportunidade a custo zero, que pode lhe render muito dinheiro em poucos dias de trabalho. Se você ficou curioso, continue a leitura e descubra tudo que uma venda de garagem pode fazer por você…

Eu e minha esposa sempre tivemos muita coisa em casa. Das mais diversas que puder imaginar, de livros a louças, cadeiras e discos de vinil antigo.

Por causa de uma reforma, precisávamos desocupar armários, estantes e guarda-roupas, mas não sabíamos o que fazer com os itens que não nos eram mais úteis. Apesar de usados, estavam todos em excelente estado de conservação e ainda funcionais ao fim a que se destinavam. Além disso, existia aquele sentimento nostálgico que nos impedia de simplesmente jogar fora, como se lixo fosse.

Como bons empreendedores que somos logo pensamos em colocar os itens à venda nos nossos sites Classificados Mais Dinheiro No Seu Bolso e Leilões Mais Dinheiro No Seu Bolso, mas como a quantidade de itens era absurdamente grande (você não faz ideia do que é possível guardar em dois ou três pares de anos casado!) e seria muito trabalhoso o cadastro, logo descartei esta possibilidade. Foi então que a minha esposa teve a brilhante ideia: “vamos fazer um bazar!”. Bingo!!

Nunca imaginei que as pessoas pudessem apreciar tanto o negócio de venda de garagem. Para que você possa ter uma ideia de quão boa pode ser esta oportunidade, logo no primeiro dia faturamos pouco mais de R$1.200,00! E nosso bazar (ou brechó, outra maneira de se referir a esta oportunidade), se prorrogou por 15 dias…

Além de ganharmos um bom dinheiro com tudo que nos tinha pouca utilidade, ficamos felizes por ver que muitas pessoas se sentiam como se estivessem em um domingo no parque.

É incrível como as pessoas podem ficar felizes ao encontrar aquela louça que faltava para a sua coleção ou um livro que já não se acha facilmente nas livrarias. Ou mesmo um disco antigo do Nelson Gonçalves!

Tendo em vista o sucesso que tivemos nesta empreitada, passo às dicas de tudo que fizemos e que funcionou, para que você também possa fazer um queimão no próximo fim de semana na sua garagem e colocar mais dinheiro no seu bolso, a fim de se preparar melhor para as contas que se acumulam no início do ano. Vamos lá!

1 – Valorize os Seus Produtos

Jamais diga que vai “vender” ou “botar para fora o que não te serve mais”. Ora, se não serve para você, o que o faz pensar que pode servir para alguém? Valorize os seus itens e veja o efeito positivo que vai causar nas pessoas.

2 – Para Ganhar Dinheiro Com Venda de Garagem Faça Publicidade!

Prepare alguns panfletos caseiros com a sua impressora alguns dias antes da inauguração do seu bazar e distribua-os nas caixas de correio da vizinhança. Comente com amigos do trabalho, igreja, escola e futebol. Diga a todos que fará um queimão de coisas interessantes e pitorescas em sua casa e convide-os a prestigiar o seu evento. Torne a sua venda de garagem algo imperdível!

E claro, lembre-se de fazer uma faixa para colocar na frente de casa enquanto o bazar estiver ativo.

3 – Seja Realista Ao Estabelecer o Preço de Venda

Lembre-se que você está a vender produtos usados. Não estabeleça preços fora da realidade, porque senão, não irá vender nada e ficará apenas com o trabalho.

A nossa metodologia de trabalho foi: se o produto estava em excelente estado, nosso preço inicial era de 65% do valor de mercado; se o estado era razoável ou bom, estabelecemos um preço por volta dos 45%; se o produto estava em estado razoável para baixo, o preço era de 25% em relação ao novo. E tudo que estava em conservação “duvidosa”, mas recuperável, era distribuído gratuitamente, como brinde que acompanhava outras mercadorias. Mas sinta-se livre para inovar segundo a sua própria realidade!

Outra dica: não fique apegado às suas coisas nem duro demais na negociação. O preço inicial de cada item é apenas uma sugestão do que deseja arrecadar com a venda. Mas não fique preso a ele como se fosse “o último preço”. O importante é que todos os seus clientes fiquem realmente satisfeitos com a compra e não com a sensação de que foram feitos de trouxas. Mesmo porque, a maioria dos seus clientes serão conhecidos do bairro e amigos. E a depender da situação, não pense duas vezes: ofereça um item de valor completamente gratuito a um amigo. Nada vale mais que uma amizade sincera!

4 – Consiga Um Nome Criativo Para o Seu Bazar

“Venda de Garagem” ou simplesmente “Bazar” são nomes incrivelmente conhecidos e passam a exata ideia do que você vende. O lado negativo é que um grande número de potenciais clientes são perdidos, porque erroneamente pensam que você está se desfazendo de coisas velhas, quebradas, mal cuidadas. Muitos pensam que se trata de tralha apenas.

Para tentar contornar essa situação, pense em algo criativo, que despertará a curiosidade das pessoas que passam pela rua, de forma a fazê-las entrar e verificar pessoalmente o que você tem a oferecer.

Algo como “Oportunidades Aqui!” ou ” Tudo à Venda!” pode lhe trazer muito mais clientes e, consequentemente, dinheiro para o seu bolso!

5 – Ofereça Brindes

Todas as pessoas gostam de ganhar alguma coisa. O ser humano é assim, precisa sentir que está levando vantagem sempre.

A psicologia mostra que quando as pessoas recebem algo gratuitamente se sentem muito mais propensas a gastar, inclusive, pagam um pouco além do que realmente vale determinado produto, já que “ganham” algo em troca. O marketing se aproveita muito bem desse conhecimento e você pode se aproveitar também.

Portanto, ofereça alguma coisa gratuita como brinde ou cortesia para incentivar a venda de itens, principalmente aqueles de saída mais difícil.

6 – Tudo Tem Valor

As pessoas estão sempre querendo algo, você não pode adivinhar as necessidades delas, por isso, nunca descarte ou desvalorize as possibilidades.

Você pode não acreditar, mas aquele resto de azulejo ou porcelanato, mármore, areia ou cimento que sobrou da última reforma da sua casa pode ser exatamente o que falta para o seu vizinho realizar um pequeno acabamento em sua própria casa.

Outras coisas que geralmente se pensa não ter nenhum valor são: carregadores de celulares, aparelhos telefônicos fixos, cabos de rede, grampeadores, etc.

Lembre-se: tudo tem valor e sempre será útil para alguém, desde que esteja em bom estado de conservação.

7 – Valorize Seu Produto Expondo-o Corretamente

Nunca, em hipótese nenhuma, exponha o que deseja vender no chão.

É fato que as pessoas não querem ter trabalho para se abaixar para ver algo que eventualmente lhes interessa. Por incrível que pareça, muitas perdem a vontade de examinar um produto com mais cuidado pelo simples fato de terem que se esforçar um pouco mais. Além disso, passa a nítida impressão de descuido, desleixo, que não se está nem um pouco preocupado com o armazenamento ou destino da mercadoria.

Coloque tudo que deseja vender sobre mesas limpas, lençóis decorados (ou brancos, a depender do produto, para valorizá-lo ainda mais) e cuidadosamente preparados, de forma a supervalorizar cada peça oferecida. Por exemplo, se você vende um quadro ou objeto de decoração, prepare o ambiente de exposição de forma que o cliente possa ter a exata noção de como ficará na sua própria casa. Lembre-se que as pessoas compram com os olhos e tudo que é bonito chama a atenção, vende melhor e mais facilmente.

Outra coisa que ajuda bastante é agrupar as mercadorias corretamente. Camisas devem estar todas juntas, mas em cabides separados, roupas de cama separadas por cores, eletrodomésticos juntos, sobre uma mesa, com uma toalha branca.

Organize seu bazar de forma agradável aos olhos e terá muito mais sucesso nas vendas!

8 – Como Transformar Uma Oportunidade de Negócio Casual em Renda Extra Contínua

Seria possível transformar um bazar eventual em um negócio contínuo? É claro que sim!!

Se procurar direito verá que existem vários bazares espalhados pela cidade. Esses lugares guardam verdadeiros tesouros a preços simbólicos para quem sabe procurar. E você pode ganhar 200%, 500% ou mais sobre um produto, e ainda assim vender itens a preços muito baratos, a depender do interesse do cliente e valor que ele lhe atribui ao item.

Para demonstrar o que estou dizendo, encontrei em um desses bazares um relógio cuco. Sim, desses que a gente vê em desenho animado.

Era um relógio antigo, com aparência de pelo menos 30 anos, mas que funcionava perfeitamente. Paguei por essa joia o valor de apenas R$10,00. Preço de venda: R$100,00. Mais tarde, por curiosidade, ao procurar na internet, vi que artigos parecidos chegavam a mais de R$1.000,00!! Você consegue vislumbrar o potencial desta oportunidade?

Se gostar da experiência, pode passar a procurar em bazares, brechós, outras vendas de garagem e feiras populares, por produtos a oferecer continuamente na garagem da sua casa. Isso pode acontecer duas vezes por mês ou todos os domingos, você é quem estabelece a periodicidade.

Use essas dicas como planejamento para a realização do seu bazar e você verá que fazer dinheiro extra é muito mais simples e divertido do que se pode imaginar!

—xx—

Gostou do artigo?

Esta é uma pequena amostra do que há no livro Abandone a Zona de Conforto: Aproveite as Oportunidades, Seja Próspero, Livre e Feliz!.

Para saber mais detalhes, clique na imagem.AbandoneAZonaDeConforto-Reduzida-MDNSB

 

Cláudio Corgozinho

Advogado, Conferencista Internacional, Facilitador em Treinamentos Empresariais, Empresário, Escritor, Life, Executive & Professional Coach, Problogger, idealizador do Mais Dinheiro No Seu Bolso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *