Ganhe dinheiro com coaching

Coaching – Ganhe Dinheiro!

Vamos começar pelo começo. Apesar do termo se tornar mais popular a cada dia, muitas pessoas ainda não fazem ideia do que faz um profissional coach. O termo vem do inglês e literalmente significa treinador esportivo, diretamente ligado aos técnicos de futebol americano, basquete, baseball, etc. O conceito foi adotado e moldado às necessidades do mundo profissional e empresarial.

O coaching moderno é muito mais amplo e se relaciona com as diversas áreas do conhecimento. Existem, entre tantos outros, especialistas em Life Coaching, que se dedicam a ajudar seus clientes a identificar e neutralizar agentes nocivos à produtividade e satisfação pessoal; o Coaching de Carreira direciona jovens e profissionais mais maduros na importante decisão de escolha ou mudança da profissão; o Executive Coach leva o cliente a aprimorar ou desenvolver novas competências que o tornarão ainda mais valioso no mercado.

  • Clique aqui para aprender como viver de coaching e ter sua agenda lotada em 60 dias.

O trabalho do coach é fazer com que o cliente (coachee) desenvolva uma ou várias competências, a fim de maximizar seus resultados ou encontrar respostas a questões existências, sem, no entanto, entrar no âmbito da psicologia. Enquanto essa busca respostas no passado, o processo de coaching parte do ponto atual em direção ao futuro. O coaching também não é consultoria.

Enquanto o consultor fornece todas as respostas prontas às necessidades do contratante, o processo de coaching leva o cliente a encontrar as suas próprias soluções, por meio de perguntas chaves que o tiram da sua zona de conforto e o direcionam ao objetivo antes traçado. E como coach (Life, Professional & Executive), posso afirmar com segurança que este é o motivo que faz do coaching uma ferramenta tão eficaz em mais de 90% dos casos que chegam às minhas mãos.

A Satisfação Pessoal

A maioria dos coachs entra nesta área com o objetivo principal de ajudar outras pessoas. Porém, ganhar uma renda significativa também pode ser um grande motivador.

Alguns do primeiro time se dedicam tanto à construção das suas habilidades que se esquecem do lado financeiro. Porém é completamente possível e justo aliar o lado altruísta ao profissional, equilibrar a balança e faturar um excelente dinheiro extra nesta área. No entanto, assim como ocorre em qualquer profissão, os clientes não vão aparecer magicamente. Será necessário um trabalho sério e muita diligência no marketing pessoal, a fim de tornar-se conhecido e conseguir seus primeiros coachees. Por isso é que considero importante que a atividade de coaching seja desenvolvida paralelamente a outro meio de subsistência. Vencida, porém, a fase inicial, facilmente poderá se tornar a principal forma de renda. E com um diferencial extraordinário: a imensa satisfação pessoal em saber que por meio do seu trabalho ajuda pessoas a superarem as suas próprias limitações.

Profissionalmente falando, não consigo identificar nada que possa ser mais gratificante!

O Desenvolvimento do Trabalho

Como coachs fazemos um grande trabalho no auto-conhecimento/aperfeiçoamento. Também é essencial identificar a missão pessoal e uma visão de mundo que se harmonizem com a visão do negócio. Em outras palavras, onde está sua consciência quando se trata da prática de coaching? Isso significa que o Coach deve ser ético acima de tudo. Deve saber identificar corretamente se o cliente apresenta uma situação que seria melhor resolvida por um psicólogo e encaminhá-lo a esse profissional sem pensar duas vezes. Uma das coisas mais incríveis que um coach faz de melhor é a construção de qualidade em relacionamentos duradouros. Essa é, inclusive, uma importante característica do marketing pessoal.

Construir relacionamentos baseados em confiança mútua é realmente a única maneira de atrair novos clientes e ter sucesso nesta área. O marketing é usado para identificar potenciais clientes, apresentá-los ao mundo do coaching, estabelecer um compromisso de desenvolvimento comum e fazer com que o cliente estabeleça a confiança em você como Coach, bem como no processo de coaching.

Coaching: Por Onde Começar

Inicialmente é indispensável fazer um bom curso, de preferência que seja reconhecido e que forneça um certificado que tenha reconhecimento internacional. Existem muitos cursos oferecidos pela internet, com vários preços praticados, por isso, pesquise bastante antes de optar pela empresa certificadora. É muito importante também fazer com que seus potenciais clientes vejam o coaching como essencial à vida ou suas carreiras.

O primeiro passo é conhecer realmente o seu negócio. Isso significa que você precisa ter um nicho bem definido, identificar o seu cliente-alvo e começar a descobrir o que o agrada. Tudo começa com seu plano de negócios. Seu plano de negócios é um guia para saber como ter sucesso no nicho escolhido. É um plano escrito composto por metas, objetivos e recursos disponíveis para executá-lo. Um bom plano de negócios também deve incluir um plano de marketing minucioso.

O plano de marketing é o seu guia sobre como vai comunicar seus produtos e serviços ao seu mercado. Seu plano de marketing deve incluir todas as coisas que você precisa fazer para passar a ideia sobre seu negócio. Desde a criação de uma presença na web até a forma em como atingir um possível cliente que passa na rua. Qualquer atividade que você pretende utilizar deve ser listada e detalhada.

Em segundo lugar, muitos coachs cometem o erro de depender exclusivamente de prestação de serviços de coaching para uma renda. Dissemos acima que é importante que encare esta atividade como secundária até perceber objetivamente (ou seja, em termos de rendimentos, sua frequência e expectativa de fechamento de novos contratos) quando será possível exercê-la em tempo integral. Os coachs bem-sucedidas sabem que devem diversificar, a fim de atingir suas metas financeiras. Este é o lugar onde torna-se importante desenvolver múltiplos fluxos de renda.

Rendas alternativas são métodos adicionais para gerar receita, geralmente relacionadas com a sua prática de coaching e seu nicho, ou o desenvolvimento de qualquer outra atividade que gere mais dinheiro. Incorporar múltiplos fluxos de renda em sua prática profissional faz com que não se pegue desprevenido frente alguma sazonalidade profissional. Isso gera uma grande tranquilidade e paz de espírito necessárias ao perfeito desenvolvimento da atividade coaching.

É importante se diferenciar dos concorrentes. Entregue aos seus clientes valor agregado ao serviço por meio do oferecimento de livros, cd´s e dvd´s. Isso também aumenta o valor do relacionamento e faz com que seu cliente leve para casa material que o beneficiará na experiência com o coaching.

Finalmente, uma vez que a maioria dos coachs são empreendedores natos, empresários que trabalham de forma independente ou com quase ninguém em sua equipe é imperativo que consiga pelo menos um mentor a ajudá-lo em casos mais complexos. Os mentores são pessoas com mais experiência que você na prática do coaching. Eles vão ajudá-lo a dar o pontapé inicial nesta carreira e serão o seu têrmometro para avaliar a qualidade do seu trabalho.

Se pensa com seriedade sobre fazer dinheiro como coach, então é melhor procurar um mentor ainda hoje. E se precisar dos nossos serviços de coaching, estamos à disposição!

Você vai gostar também:

Desejo sucesso nesta excitante carreira!

–x–

Se gosta e acompanha os artigos do blog, considere compartilhá-los nas redes sociais!

Cláudio Corgozinho

Advogado, Conferencista Internacional, Facilitador em Treinamentos Empresariais, Empresário, Escritor, Life, Executive & Professional Coach, Problogger, idealizador do Mais Dinheiro No Seu Bolso.

4 comentários em “Coaching – Ganhe Dinheiro!

  1. Olá, perdi o sono realizando a leitura de vários artigos por você publicados, por favor não entenda este início de comentário como uma queixa, rs.
    Tenho uma vasta carreira na área educacional, porém sabemos o quão complicado tem se tornado a vida do educador em qualquer nível de ensino, cargo que ocupa, atividades que realiza ou habilidades que desenvolve.
    Estou adorando seus artigos e neste em especial, lembrei-me de um evento em meados de outubro/2014 com duração de 8 horas em que estive com Rodrigo Cardoso, fiquei extasiada com seu dinamismo, domínio de palco, carisma, enfim adjetivos que cansariam a leitura desta minha pequena mensagem, mas vamos ao que realmente interessa.
    Afastada da escola há 1 ano e 3 meses por depressão e sem perspectiva de retorno, gostaria de iniciar algo novo, dinâmico e ainda poder utilizar minha vasta bagagem em sala de aula como professora, nos bastidores como coordenadora pedagógica e na direção de uma unidade escolar do município numa das maiores favelas do país.
    O fato é que por mais pesquisas que já tenha feito, alguns fatores acabam minando as minhas vontades, não consigo decidir “entre casar-me ou comprar uma bicicleta”.
    1- Como encontrar um profissional da área que se abra ou permita a aproximação para que após o curso de coaching seja possível adquirir alguma experiência?
    2- Quais são os números reais de profissionais que já estão estabilizados e atuando integralmente nesta área?
    3- Investimento inicial e lucros possíveis.
    Desculpe-me pelo excesso de informações e obrigada por sua consultoria.
    Atenciosamente, Alessandra

    1. Alessandra, obrigado por seu contato, elogios e comentários.
      Dos questionamentos elaborados, os dois primeiros não tenho estatísticas exatas para lhe passar. Se o profissional da área que você menciona é o Coach, geralmente são todos muito abertos, mas a experiência concreta você só vai adquirir com a prática nesta profissão, que ao mesmo tempo é desafiadora e de grande satisfação pessoal.
      Profissionais estabilizados existem vários, mas em nosso país viver exclusivamente de coaching é algo que leva tempo, porque exige mudança de cultura do coachee (cliente). Primeiro, porque o brasileiro acha que tudo tem que ser de graça, e se pensar que o trabalho de coaching é basicamente um “bate-papo”, apesar de toda especialização e técnicas aplicadas, muitos não valorizam corretamente. Há ainda os profissionais que não sabem cobrar corretamente pelo trabalho, e que por isso o valor dos honorários é quase que simbólico. Enfim, vários fatores envolvidos.
      Sobre o investimento inicial é necessária uma boa formação. Além disso, você precisa apenas de cartões de visita, pois, geralmente, o atendimento é feito no local de trabalho ou casa do cliente. Você vai precisar de um bom notebook, impressora e smartphone. Basicamente isso.
      Os lucros vão depender do número de clientes que você terá, bem como o valor cobrado por hora de trabalho. Atualmente, o valor do mercado permite a cobrança entre R$250,00 e R$500,00 a hora.
      Espero ter ajudado. E se precisar de um trabalho mais direcionado, conte comigo!
      Sucesso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *