Fique Rico Vendendo Boas Ideias

Todos somos seres pensantes, capazes de ter boas ideias e criar coisas novas a partir dos próprios sonhos e/ou necessidades. É o tipo de atitude que faz mover o mundo. Mas, a verdade é que poucos acreditam em si mesmos e são capazes de arregaçar as mangas, a fim de transformar pensamentos em algo produtivo e ficar rico com isso.

Conseguir retirar algo concreto de algo abstrato realmente não é tarefa fácil, exige perseverança, esforço e disposição para sofrer decepções. No entanto, aqueles que se aventuram a caminhar a milha extra, frequentemente têm bons resultados para partilhar. Se você tem disposição para trabalhar duro e capacidade de se manter motivado até alcançar seus objetivos, seu sucesso e independência financeira podem estar muito mais próximos do que imagina. Com as nossas dicas e a sua criatividade, certamente poderá fazer muito dinheiro com as suas criações. Gosta do som dessas palavras? Então, mãos à obra!

1º – Aprenda a Construir Coisas Com As Próprias Mãos

Aprenda a construir as coisas a partir de ferramentas simples. A menos que já seja rico e tenha capacidade financeira para investir num invento, terá dificuldade de lançar qualquer produto cujo protótipo não se possa construir com as próprias mãos. Os investidores, empresas e parceiros de negócios querem algo palpável para experimentar e analisar antes de colocar um centavo sequer no seu projeto. Ao mostrar-lhes um protótipo minimamente funcional, para que sejam capazes de usar na prática o seu invento, você terá dado um importante passo em direção a industrialização do mesmo. A grande falha da maioria dos inventores é pensar que seu projeto no papel é suficiente bom para convencer as pessoas a investir nele. Portanto, a regra número um é: tenha um modelo que funcione antes de apresentar sua ideia a qualquer investidor.

2º – Crie Algo Que Ainda Não Existe Ou Aprimore Um Produto Existente

É óbvio que você deve ser original e esta fase certamente será a que mais irá consumir tempo. Criar algo realmente inédito nos dias de hoje é difícil, mas não impossível. Para facilitar o seu trabalho, tenha em mente os problemas cotidianos em torno de você. Debata consigo mesmo as melhores soluções para estes problemas. Normalmente, você deve descartar soluções que estão fora do seu campo de atuação e se focalizar nas soluções mais prováveis dentro dos seus próprios conhecimentos.

Outra coisa que pode fazer é analisar as experiências negativas que teve com determinado produto e encontrar soluções criativas para que elas não voltem a ocorrer. Muitas pessoas têm ganhado muito dinheiro ao oferecer essas soluções aos fabricantes. Neste negócio o segredo é: criar novas e melhores experiências para os usuários. Se conseguir atingir este objetivo, o sucesso está garantido.

3º – Desenhe Um Método Para a Industrialização

Agora que você já construiu e testou um protótipo simples do seu aparelho, você tem que descobrir como fazer milhares dele para oferecê-los ao mercado. Uma maneira fácil de decidir sobre o melhor método de fabricação é a utilização de fluxogramas. Descobrir o caminho de cada componente que você planeja usar a partir das matérias-primas desde a embalagem, deve ser uma das suas preocupações (os investidores querem tudo realmente mastigado). Em seguida, relacione todos os processos necessários na construção do dispositivo (colagens, encaixes, soldagens, etc). Além disso, você deve informar o tempo gasto em cada uma dessas fases. Após, você deve identificar o custo de cada uma das etapas do processo de fabricação, bem como projetar o preço que o consumidor estará disposto a pagar pelo dispositivo, de forma a quantificar exatamente a viabilidade financeira do seu projeto (quanto mais lucro trouxer ao investidor, melhores as chances de seu projeto ser financiado). Tenha em mente que é muito importante otimizar ao máximo a produção, sem que isso venha comprometer a qualidade do produto. E o mais importante: identifique claramente o público alvo para o seu invento. Afinal de contas, o produto pode ser excelente, mas se o público consumidor for pequeno ou esporádico, talvez não valha a pena o investimento.

4º – Assegure os Direitos Autorais e Patrimonias Sobre o Seu Produto

Antes de sair com seu projeto debaixo do braço em busca de investidores, procure advogados especialistas para garantirem que seu produto continue sendo seu. Infelizmente, a espionagem industrial é uma realidade, e você não irá querer perder semanas, meses, talvez anos de pesquisas para oportunistas inescrupulosos. Visite este site e tenha mais informações sobre como registrar sua criação junto aos órgãos competentes.

5º – Encontre Um Fabricante

Se seguiu cuidadosamente as etapas anteriores, esta fase se torna relativamente fácil e segura.

Comece a procura pelos pequenos, assim, terá melhores chances de aceitação. Para chamar a atenção das grandes empresas será necessário estabelecer um recorde de vendas e isso vem com o tempo. Mas, se seu produto for realmente bom, logo terá muitas pessoas interessadas em adquirir o seu projeto. Quando atingir este ponto saberá que o esforço realmente valeu a pena.

No entanto, se não teve sorte nesta fase e ainda assim acredita no sucesso do seu invento, você pode assumir os riscos e bancar o projeto sozinho. Se for este o caso reconhecerá a importância de ter feito a terceira fase em minúcias. A partir da decisão de fabricar o dispositivo, terá que pensar também na sua publicidade, comercialização e distribuição.

6º – Invista Em Um Site

Se você quer se diferenciar dos demais inventores, pense seriamente em construir um belo site, que informe todos os detalhes da sua criação. Coloque fotos, videos, testemunhos e tudo mais necessário para promover seu produto. É interessante também mudar o seu título de “inventor” para “designer de produto”, pois, enquanto o primeiro passa uma explícita ideia de amadorismo, o segundo soa bastante profissional e moderno

Se seu produto for ecológico, deixe esta informação bastante clara no site e explique quais os benefícios que ele promove junto ao meio ambiente. Todos estão preocupados com a saúde do planeta e itens atentos a esta realidade estão muito valorizados nos dias atuais.

Por fim, se seu produto for útil no dia a dia e a sua publicidade minimamente eficaz, as vendas ocorrerão naturalmente, sem qualquer esforço. Rapidamente irá recuperar o seu investimento e terá lucro em pouco espaço de tempo, afinal de contas, esta é a mola propulsora do capitalismo.

Se desejar mais informações sobre inventores brasileiros e seus produtos, visite o site Inventores. Certamente encontrará informações complementares bastante úteis aos seus projetos.

Estes artigos também serão úteis:

Um forte abraço e sucesso!

–x–

Se gosta e acompanha os artigos do blog, considere compartilhá-los nas redes sociais!

Cláudio Corgozinho

Advogado, Conferencista Internacional, Facilitador em Treinamentos Empresariais, Empresário, Escritor, Life, Executive & Professional Coach, Problogger, idealizador do Mais Dinheiro No Seu Bolso.

2 thoughts to “Fique Rico Vendendo Boas Ideias”

  1. Olá bom dia!
    Tenho uma ideia, um equipamento para pessoas equilibradas e querem obter exido na empresa, este equipamento acaba com o problema de explosões e incêndios em veículos após acidente, Obrigado estou a disposição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *