Como Fazer Dinheiro Com o YouTube

Há um tempo atrás escrevi dois artigos interessantes (10 Maneiras Eficientes de Ganhar Dinheiro Online e Faturar Com a Sua Câmera de Vídeo) que valem a pena serem lidos, pois, certamente complementam as informações da presente oportunidade.

Em poucas palavras, você ganha dinheiro no YouTube ao tornar-se seu parceiro, permitindo que exibam anúncios em seus vídeos. A sua comissão vem de um percentual das receitas geradas por cliques nesses anúncios, muito parecido com a forma de trabalhar do AdSense. As informações são escassas, mas segundo os rumores que pairam na internet, chegam a pagar a expressiva quantia de até US$9,00 por cada 1.000 visualizações de vídeos.

Assim, fica fácil entender porque tantas pessoas “sobem” seus mais variados vídeos caseiros para essa plataforma, que é um fenômeno de audiência. Fácil entender porque mágicos revelam seus truques, pessoas disponibilizam cursos completos “gratuitamente” e outras coisas mais. Além de atrair tráfego qualificado (ou seja, com possibilidade para fechar negócios) para o site de quem disponibiliza o vídeo (você já tem o seu?), o YouTube é também uma excelente ferramenta de marketing pessoal e profissional. E se o vídeo realmente chamar a atenção do público e gerar bastante visualizações (algo em torno de 50.000), ainda se pode ganhar muito dinheiro com ele.

Apesar do sistema ser parecido, o processo para se tornar um parceiro do YouTube não é tão trivial como tornar-se um editor do AdSense. Abaixo você encontrará os passos básicos que você precisa seguir antes de ganhar dinheiro com os seus vídeos:

1. Você tem uma conta AdSense?

Embora o sistema seja capaz de exibir anúncios em seus vídeos é necessário que esteja cadastrado no Adsense, que é a forma que o Google tem para controlar os seus ganhos. Da mesma maneira, as estatísticas de acessos só podem ser visualizadas nesta ferramenta, por isso é tão importante criar a sua conta antes de começar a enviar seus vídeos e facilitar o seu próprio caminho para o sucesso.

Em teoria, você poderia pedir para se tornar um parceiro do YouTube antes de ter uma conta do AdSense, mas, acredito que o inverso é muito mais simples.

2. Aumente o seu público no YouTube.

Um dos critérios mais importantes que os analistas do YouTube usarão para avaliar o seu vídeo é a capacidade de levar pessoas para a plataforma. Em outras palavras, tudo que querem é que o seu vídeo gere tráfego, quanto mais, melhor para todos. Eles fazem segredo dos requisitos objetivos, mas os rumores indicam que antes de ser aceito, você precisa ter:

a) pelo menos 1.000 assinantes;
b) pelo menos 1.000 visualizações de todos os seus vídeos;
c) pelo menos 10.000 exibições do seu canal;

Estes números são mínimos, porém, se você quiser ter a certeza que vai ser aceito e gerar renda extra substancial, considere ter 5.000 assinantes, 50.000 visualizações de vídeos e e pelo menos 1.000.000 de visualizações no seu canal.

3. Obtenha novos vídeos regularmente.

Não se deixe desanimar pelos números do tópico anterior. Apenas comece a gravar coisas interessantes, cenas engraçadas e inusitadas nos seus tempos livres. Faça a selecao e o upload das melhores. Escolha as palavras chaves que melhor descrevem os vídeos e simplesmente aguarde. O tráfego chegará naturalmente ao seu canal (é claro que pode usar as redes sociais para criar visibilidade aos seus vídeos). Lembre-se de manter o interesse do seu público acrescentando vídeos com regularidade. Essa é a forma mais fácil para ser reconhecido e ter seus esforços recompensados.

É claro que se você tiver apenas um ou dois vídeos as suas chances serão mínimas, mesmo que alcancem boa audiência. Isso porque o YouTube está a procura de pessoas que estejam planejando trabalhar com eles a longo prazo.

Quanto mais frequente for a sua atualização, melhor. E nem se preocupe em editar os vídeos, pois as pessoas gostam que eles sejam naturais. Por outro lado, um editor que carrega um novo vídeo diariamente terá melhores chances de ser aceito do que alguém que carrega dois ou três no mês.

Além da qualidade dos vídeos, a quantidade também é importante. Apesar de algumas pessoas dizerem que 50 é um número suficiente, pense em pelo menos 100 antes de ser aceito como parceiro.

4. Crie uma marca em torno dos seus vídeos.

Este passo, apesar de não ser essencial, ajuda muito na obtenção de aprovação. É preciso lembrar que, uma vez que você cumpra as orientações técnicas iniciais, haverá uma pessoa no outro lado a decidir se você é ou não um bom parceiro a se investir. Em outras palavras, quanto mais profissional você parecer, melhores serão as suas chances.

Dicas práticas incluem:

  • Criar um site para hospedar seus vídeos e proporcionar a seu público outras formas de interagir com você;
  • Criar uma logomarca bonita e anunciá-la no maior número de sites possíveis;
  • Usar marca d’água em seus vídeos com a sua logomarca, pois, irá protegê-los contra cópias indevidas;
  • Iniciar seus vídeos com uma introdução profissional;
  • Personalizar o seu canal no YouTube com as cores do seu site, para torná-lo profissional diante do seu público;

5. Assegure-se que o seu conteúdo não apresenta material protegido por direitos autorais.

Se há uma coisa que vai atrapalhar a aceitação do seu material é a violação de direitos autorais. Certifique-se de ter exclusividade (e ineditismo) de tudo que leva ao ar. Isso inclui imagens, gráficos, logotipos, clips de vídeo e áudio. Para se ter uma ideia, ao simplesmente usar uma música de fundo sem permissão, pode fazer com que seu pedido seja sumariamente rejeitado.

6. Peça para se tornar um parceiro do YouTube.

Depois de seguir todos os passos anteriores você está pronto para se habilitar na parceria com o YouTube. Você pode fazer isso através da página oficial do YouTube Partner Program. Pode demorar um pouco até que o seu pedido seja analisado, devido a sobrecarga de trabalho dos responsáveis pela seleção, mas uma vez aceito, será capaz de começar a exibir anúncios em seus vídeos imediatamente.

Desejo que aproveite bem esta excelente oportunidade. Boa sorte!

Artigos indicados:

–x–

Se gosta e acompanha os artigos do blog, considere compartilhá-los nas redes sociais!

Cláudio Corgozinho

Advogado, Conferencista Internacional, Facilitador em Treinamentos Empresariais, Empresário, Escritor, Life, Executive & Professional Coach, Problogger, idealizador do Mais Dinheiro No Seu Bolso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *