7 Fatos a Considerar Para Ter Sucesso Nos Empreendimentos

Qualquer empreendimento de sucesso tem fundamento em algumas leis que são universais, se aplicam diretamente a qualquer negócio. Hoje, falaremos sobre algumas delas.

1º Fato – Tenha sempre em mente a Lei do Mercado Também conhecida como a Lei da Oferta e da Procura. Você tem que usar essa importante lei a seu favor e não contra você. Basicamente, funciona assim: quanto mais há de um bem ou serviço à disposição dos potenciais compradores, mais barato se torna. Porém, quanto mais raro, mais caro ele é. Ainda que você não tenha o interesse em se tornar um empresário, a mesma lei se aplica a carreiras profissionais. Se está aspirando fazer algo que muitas outras pessoas fazem será muito mais difícil ganhar dinheiro nesta profissão. Você terá que investir muito mais tempo e dinheiro na sua formação para ser diferente, melhor que os outros, e poder se destacar dos “concorrentes”. Por outro lado, se desejar seguir uma carreira que a maioria das pessoas não dá a mínima, ou se se especializar em fazer algo que a maioria das pessoas não faz tão bem, então você pode fazer muito mais dinheiro em um tempo relativamente menor. Em exemplos práticos, escolher a profissão de Trendspotter (caçador de tendências, que investiga idéias que tendem a ser impactantes e que possam virar produtos, bens ou conceitos, principalmente em tecnologia, mídia e eletrodomésticos, por exemplo) pode lhe ser muito mais lucrativa do que medicina ou direito nos dias atuais.

2º Fato – Tempo É Dinheiro Reconhecer que tempo é dinheiro é peça crítica no desenvolvimento de qualquer negócio. Tal conselho, é normalmente atribuído a Benjamin Franklin, inventor, jornalista, diplomata e estadista. Sua capacidade de gerir o seu tempo (e parar de procrastinar) foi ingrediente fundamental no seu sucesso e capacidade de fazer dinheiro. Se você tem um emprego ou trabalha por conta própria, tem obrigação de acompanhar de perto como anda a gastar o seu tempo. Pergunte a si mesmo “o que faço que me impulsiona a ganhar dinheiro e o que me afasta desse objetivo?”. O óbvio é dar mais atenção à primeira resposta e deixar a última de lado, ou pelo menos diminuir o tempo semanal que gasta nela. Ao se concentrar em tarefas de alta prioridade, faz com que o trabalho seja executado mais rapidamente e bem feito. Ao concentrar em aproveitar seu tempo de forma mais eficiente, está dando a seu empregador ou clientes mais de si mesmo, o que é uma forma de se destacar da concorrência, e claro, ficarão muito mais satisfeitos com seu trabalho, o que a médio e longo prazo, se traduz em mais dinheiro no seu bolso. Lembre-se que o tempo é um recurso limitado que você está sempre investindo em alguma coisa. O segredo é fazer com que seu investimento gere lucros.

3º Fato – Agregue Valor ao Seu Produto Ou Serviço Antes de Aumentar o Preço Não importa o que você faz para viver. Se se aproveita de uma habilidade nata, fornece um serviço ou produto qualquer, só conseguirá ganhar mais que seus concorrentes se oferecer algo que eles não podem oferecer. O segredo é justamente esse: acrescentar algo à sua atividade que traga valor para os seus clientes, sem que ninguém possa copiar. Ainda que seu diferencial não seja fácil de ser reproduzido, os seus competidores só vão descansar depois que conseguirem, pelo menos, se igualar a você. Sei que criar esse diferencial não é tarefa fácil, mas não é impossível seja qual for o seu ramo de atuação.

Enquanto não for capaz de ter essa carta na manga esqueça o aumento de preços, haja vista a influência do primeiro fato mencionado acima. Se você é simplesmente mais um a oferecer alface na feira, jamais conseguirá ter grandes lucros por unidades vendidas. Nesse caso, o segredo é justamente o contrário, ou seja, preocupe-se em ganhar sobre os lotes de alfaces vendidos. Por isso é muito importante acompanhar de perto os preços da concorrência, e a depender da atividade, esse acompanhamento tem que ser diário, sob pena de ter seu negócio arruinado em curto espaço de tempo.

4º Fato – Os Lucros São Determinados No Ato Da Compra Da Mercadoria Essa é uma informação tão velha quanto o próprio mundo. Por isso, acho incrível que apesar de muito conhecida, pouquíssimas pessoas lhe dão a devida importância. Não se ganha dinheiro, definitivamente, quando se está a marcar o seu percentual de lucro sobre determinado produto. A marcação será uma consequência do preço negociado no ato da compra. Portanto, se você paga R$0,45 sobre um bem que seu adversário de mercado adquire a R$0,42, invariavelmente você estará sempre em prejuízo de R$0,03 sobre a venda. É importante que tenha consciência que o prejuízo é seu e não do seu cliente. Pode ter certeza que tentar repassa-lo fará com que tão logo ele descubra a existência do seu concorrente, você o perderá, talvez para sempre. Parece radical pensar assim por apenas alguns centavos, mas se essa prática for recorrente no seu negócio, tenha certeza que é justamente isso que vai acontecer mais cedo ou mais tarde. Nos dias de hoje as pessoas andam longe para fazer alguma economia, porque quando calculada em um período relativamente curto de um ano, fará grande diferença no bolso de qualquer um.

5º Fato – Planeje, Planeje e Planeje de Novo Seja pró-ativo. Lembre-se a Lei de Murphy: “Tudo que pode dar errado provavelmente dará”. Faça planos exaustivos, completos e com os cálculos possíveis, de forma a tentar antecipar tudo o que pode dar errado. Então faça planos “B” para cada cenário. Não deixe nada ao léu ou a própria sorte. Se você estiver escrevendo um plano de negócios, por exemplo, acrescente uma margem aos seus custos, despesas e investimentos, de pelo menos 15% a título de “imprevistos”, ou da maneira que desejar chamar. Sua melhor defesa contra a lei de Murphy é estar sempre preparado para o pior. Seguros também são investimentos obrigatórios a considerar. Não se esqueça do conselho de Louis Pasteur, cientista francês que entre outros feitos notáveis, criou a primeira vacina contra a raiva: “A sorte favorece a mente preparada.”.

6º Fato – Redefina O Seu Conceito Sobre As Pessoas de Sucesso Em estudos sobre a vida de pessoas de sucesso, ficamos surpresos ao descobrir que a maioria dos milionários não são médicos, advogados e líderes corporativos com grandes casas e carros extravagantes, são pessoas que vivem religiosamente abaixo dos seus meios e investem todo o excedente em ativos, ao invés de passivos, ou seja, em algo que lhes dê retorno financeiro ao invés de despesas. Se você acompanha o nosso site é porque decidiu fazer mais dinheiro, portanto, tenha em mente que o aumento da renda não significa, necessariamente, aumento de riqueza. A maioria das pessoas que gosta de ostentar o que têm, na verdade gerem um passivo muito maior do que seus ativos, isto é, devem muito mais dinheiro do que aparentam. Todos os passos anteriores esboçam estratégias agressivas para ganhar dinheiro, mas você nunca vai chegar a lugar nenhum com um buraco no bolso.

7º Fato – Saiba Diferençar Entre Ativos e Passivos Não existe uma pessoa sequer que tenha atingido o topo que desconheça a diferença entre um ativo e um passivo. Basicamente, o norte é colocar ou tirar dinheiro do seu bolso. Um exemplo bastante claro é a casa onde vivemos. A manutenção normal como contas de IPTU, água, luz, telefone, entre outras, são claras demonstrações de que possuir um imóvel próprio pode sair bastante caro, o que caracteriza a ação de um passivo. No entanto, se consegue alugar este mesmo imóvel por, digamos, R$2.000,00, e aluga outra residência para uso próprio por R$850,00, terá um incremento no seu orçamento de R$1.150,00, além do fato de que todas as despesas periféricas provavelmente sofrerão uma redução considerável. Se desses R$1.150,00, depois de pagar todas as despesas tiver um saldo positivo mensal de R$250,00, ao investir esse valor por 12 meses a uma taxa de apenas 0,5% ao mês, ao final do período acumulará R$3.083,89 (aposto que se espantou com o que apenas R$250,00 podem gerar ao final de 12 meses!), que poderão ser usados em um presente para si, para a pessoa amada, família, ou simplesmente para reinvestir em algo mais rentável (faça o download gratuito da planilha e brinque com os números).

Bom, esses fatos da vida real constituem regras práticas universais que se aplicam a qualquer tipo de negócio ou investimento. Se permanecer fiel aos seus objetivos de gerar renda extra e principalmente tiver disciplina para controlar seus impulsos consumistas, construirá em pouco tempo uma série de ativos que estarão fazendo o trabalho para você, e tudo que tem a fazer é se assentar e cuidar da sua galinha dos ovos de ouro. Relativamente a este artigo, você vai gostar também:

E você, está disposto a considerar estes conselhos para ter sucesso nos seus empreendimentos? –x– Se gosta e acompanha os artigos do blog, considere compartilhá-los nas redes sociais!

Cláudio Corgozinho

Advogado, Conferencista Internacional, Facilitador em Treinamentos Empresariais, Empresário, Escritor, Life, Executive & Professional Coach, Problogger, idealizador do Mais Dinheiro No Seu Bolso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *